segunda-feira, fevereiro 18, 2008

A minha amiga de quatro patas




Depois de um fim de semana um bocado atribulado, achei que não tinha que estar a massacrar ninguem com a minha historia ,e vai daí, vou apresentar a minha amiga JOU-JOU.
A minha amiga chegou a esta casa, em Junho de 2004, depois de a minha filhota a ter visto no horto para venda. Não achei grande piada ao pedido, pois já sabia que tinha de ser eu a tratar do bichinho, como assim vem acontecendo.
Os dias foram passando, e a Ana Sofia sempre a insistir na cadela, até que resolvi saber quem eram os pais, e em que condiçõs estavam. Qual o meu espanto, quando era de uma colega de trabalho e que estava tudo bem. Mas o mais interessante no meio de tudo isto, é que ela disse à senhora da loja que não vendesse a cadela , porque a mãe ía lá buscá-la e para dizer às pessoas que era a mais pequenina ,porque estava doente.
Os dias foram-se passando, e a cadela foi ficando na loja,não sei porquê......e lá tive que a ir buscar, muito pequenina, cheia de medo mas muito meiguinha. Ainda hoje é medrosa e não sabemos porquê.
Faz quatro anos no dia 8 de Março e só pesa 3,850kg, é quase um brinquedo.

É uma cadela muito limpinha, nunca estragou nada em casa , é a minha companhia e o meu consolo, nos dias que estou mais triste. Antes de me ser detectado o cancro na mama, a JOU-JOU estava sempre deitada em cima do meu colo, e com a cabeça apoiada na minha mama direita, e a cheirar, cheguei até a pensar que ela precentia alguma coisa de errado ali. Mais tarde andei a investigar, e segundo li, cães da raça dela estão a ser estudados, porque se pensa que são capazes de detectar situações deste género.
Este texto é uma pequena homenagem à minha companheira de todos os dias.

Só um pequeno à parte: tratem bem todos os animais porque eles têm sentimentos, que não conseguem expressar e são os nossos melhores amigos.

8 comentários:

haline disse...

Cinda,olà..!Estive a ler sobre a tua Amiga de,4 patas!Quando a vi,pensei logo na,cadela da minha irma...chamasse Pituxa.Ja a tem desde que nasceu o filho ou...antes!O meu sobrinho vai fazer 15 anos,ve là a idade dela!Està velhinha a pobre mas,sempre vi a minha irma a trata la como se,fosse filha...a serio!
Com todos estes aninhos,apareceu lhe a diabetes,està ceguinha e,è ver a minha irma,sempre a horas a dar lhe a injeçao de insulina!Um dia que lhe falte a Pituxa,acho que a minha irma,vai sentir muito por ela...Nao tenho animais mas,nao faço mal a nenhum e,nao gosto de ver fazer tambem!Beijao Cinda.

mari-lou disse...

Olá Cinda só hoje é que descobri o teu blogg desculpa entrar sem avisar mas a porta estava aberta e como sou curiosa entrei, algo me dizia que lá dentro morava alguem muito especial esse alguem eras tu que estás no meu h15 quem gosta assim de animais tem de ser especial.
Quando quizeres visita o meu cantinho sabes onde é que já te vi lá obrigado .

Beijinhos

Alda disse...

Olá Cinda,
É muito fofinha a tua cadelita, podes crer que é a tua melhor amiga.
Vi outro dia na TV cães treinados, para detectarem pessoas com células cancerosas. Os cães têm um faro...
Beijinhos

lucinda maria disse...

Pois é amigas, os nossos melhores amigos, são mesmo os nossos animais. Não sei como é possível haver pessoas que os maltratam.Um beijinho amigo Cinda.

Gigi disse...

Olá Cinda,

Eu também tenho uma super amiga de 4 patas, chama-se Matilda e pesa 30kg. è uma matulona e foi uma grande companhia, enquanto estive em casa a fazer os tratamentos. Nos dias em que estava pior ela nem se levantava, ficava deitadinha ao meu lado todo o dia.

Há uns meses, vi uma reportagem no Discovery, precisamente sobre cães que detectavem anomalias nas pessoas, desde cancros a outras doenças. Falavam também de cães que estavam treinados a avisar os donos quando estes estavam prestes a ter um ataque de epilepsia.

Beijinhos.

LIA disse...

Olá Cinda!
Adoro animais...são realmente os nossos melhores amigos!Aqui na minha rua estão uns quantos abandonados, lindos,meigos...À bastante tempo!Costumo dar-lhes comida e água.(quem não acha muita graça é a vizinhança!tenho uma Rita linda e doce!Obrigada pelo teu grande coração...linda a tua nina!!!Beijinhos

AllenGirll disse...

Querida Cinda,

Antes de mais, não tem de se preocupar se vai aborrecer-nos com as suas histórias, pois este cantinho é só seu e pode escrever nele o que quiser e bem lhe apetecer.
Ninguém tem de opinar sobre isso. E, já dizia a minha avó, "quem não gosta, come menos"!:)

A sua cadela é simplesmente maravilhosa. Tem um olhar terno e carinhoso... Não podia estar em melhor companhia!

Quanto à suspeita de a cadela tenha suspeitado do seu problema, eu acredito piamente nisso!!

Os animais conseguem aperceber-se de muita coisa! Dizem até que sentem presenças de entidades (mas isso são outros quinhentos...)!

De qualquer forma, achei muito amoroso ter mostrado a sua cadelinha!
Gostei de a conhecer!
Também hoje dediquei um post no meu blog a todos os animais!

Não suporto que os maltratem!

Muitos beijinhos...
E sempre que se sentir mais em baixo, não se esqueça de aproveitar para escrever sobre isso.
Parecendo que não, ajuda imenso!
Os blogs têm precisamente esse intuito. Aliviar determinadas pressões, exteriorizando por escrito todas as emoções e sentimentos mais escondidos e que precisam ser desbloqueados de alguma maneira, para não oprimirem a pessoa!

Força!:)

MUitos beijinhos desta sua nova amiga!:)

Cinda disse...

Gostei aleengirll. Não tenho nada a comentar, simplesmente gostei. Na verdade ganhei uma nova amiga. Cinda