quarta-feira, fevereiro 04, 2009

4 de Fevereiro




São varias as comemorações ou o que lhe quiserem chamar, que são lembradas neste dia.Foi a 4 de Fevereiro de 1961, que começou a malfadada guerra colonial. Ainda tinha apenas a 2 meses nessa altura, mas posteriormente vim a sofrer com tudo o que daí para frente se foi desenrolando. Não é um dia que me agrade particularmente, até porque, tive um pai muito pouco presente por causa de toda esta guerra.
No âmbito religiosa, hoje é dia de São Rabano, Santo Isidro, Santa Verónica(padroeira dos fotógrafos), Santiago e tantos outros que não vou enumerar, porque não sei.
Hoje 4 de Fevereiro, é o dia Internacional da Luta Contra o Cancro. Esse bicho "gigante" que muitos de nós já o enfrentámos, mas que cada dia que passa, menor é a sua hipótese de sobrevivência. Um grande via à Ciência e à Medicina.
Bom. Por hoje já chega. Podia enumerar muitos mais acontecimentos, mas não seriam certamente de grande importância para todos.
Fiz este pequeno texto, um tanto alinhavado, para dar ênfase ao dia que hoje se comemora, lembrando também outros que, com outra importância e sentido, também têm o seu devido valor.






4 comentários:

IsaLenca disse...

Pois é...graças a isso eu acabei por nascer em Angola- os meus pais foram para lá penso que nesse ano e só regressaram depois em 1970. Regressámos depois todos no final de 71 e regressámos de vez em Agosto de 75. Apesar da guerra, do meu pai ser militar, a minha mãe e as filhas andaram sempre coladinhas a ele. Assim lá nasci eu em África, em Angola, 3 anos depois do 1º 4 de Fevereiro. E conheci essa terra vermelha maravilhosa. E é por causa disso, penso eu, que sou como sou.

Mas é um dia Especial, e todos os dias devem ser bem especiais e, relativamente à luta contra o Cancro, deve ser lembrado todos os dias e devemos CAREDITAR que EXISTE A CURA.

Lina Querubim disse...

Acostumar-se a uma situação, mesmo que dolorosa,
acaba trazendo algum tipo de conforto.
Abandonar o sofrimento e fazer as transformações necessárias,
seja no trabalho, em casa ou no casamento,
exige coragem e apoio dos outros.
E, mais do que tudo, fé de que a mudança será benéfica.
Por que demoramos tanto a mudar?
Esquecemos que uma nova porta não pode se abrir
se não fecharmos a anterior.
O importante é ter certeza de que sempre vai surgir uma nova oportunidade, a porta vai se abrir, sem dúvida.
A dor da antiga experiência está tentando
nos impulsionar para novos desafios.
Podemos lidar com essa transformação.
Jamais recebemos algo que não podemos suportar.
Nada pode nos preparar para as inúmeras
ramificações de uma mudança.
Mas a confiança nos amigos e a fé em Deus
nos farão vencer qualquer dificuldade.

"Vá em busca do seu sonho.
Se tropeçar, não pare nem perca de vista sua meta.
Continue subindo.
Pois só do alto podemos apreciar toda a paisagem."



Beijokas

mari-lou disse...

Olá Cinda, para mim também foi um grande dia os anos de minha mãe,

Beijinhos.

May Alek disse...

Olá, Cinda!
Como está? Há tempos não a vejo no msn! Espero que esteja bem, que a sinusite tenha ido embora.
Um beijo grande.