quinta-feira, abril 30, 2009

Adiamento imprevisto

Estava eu na reunião de condomínio, quando recebi uma chamada do hospital.
Fiquei em pânico, pensei logo que já me queriam amanhã !!!! Mas não. Adiaram a operação para a semana seguinte, porque o médico não vai poder estar. Fiquei um pouco triste, porque já estava a contar com tudo despachadinho daqui a oito dias. Paciência é mais uma semanita e fico nova.
Agora tenho que me preparar, para no sábado ser mais uma noite de espectáculo, com tudo de bom que este projecto me tem trazido.

segunda-feira, abril 27, 2009

Requesitos pré-cirúrgicos

Hoje foi mais uma ida ao hospital. Desta feita, para fazer as análises pré-operatórias e o electrocardiograma, que indicou o bom funcionamento do meu coração. Fixe.
Em princípio está tudo bem, e é já na próxima semana a primeira cirurgia para iniciar a reconstrução.
Pela primeira vez, senti um pouco de ansiedade, mas nada de grande importância.
Agora é só aguardar o telefonema do hospital a marcar a hora e para dar as indicações gerais.

domingo, abril 26, 2009

Egg Parade Gaiashopping











Mais um fim de semana que chegou ao fim.
Este sem o encontro mágico do teatro, da confraternização de amigos muito especiais.
Já senti a saudade, mas a vida é assim mesmo e temos de continuar a viver a nossa cá fora.
Outros amigos estão saudosos da nossa companhia e das conversas e passeios habituais.
Pois eu lá fui mais uma vez rumo ao meu querido Porto, sim porque é a minha cidade de eleição.
Desta vez o tempo não estava muito agradável para passear, mas as grandes superfícies são sempre uma alternativa, quando nelas se efectuam eventos dignos de serem contemplados.
Desta feita, foi o Gaiashopping, com uma exposição de ovos gigantes, decorados por vários artistas plásticosdesta cidade e algumas escolas. São um total de 80 ovos.
No átrio principal, encontravam-se os trabalhos dos artistas, trabalhos esses, individuais, utilizando várias técnicas de pintura, desde a colagem à simples pintura a acrílico ou a óleo.
Num dos corredores do centro comercial, estavam expostos os trabalhos efectuados em conjunto, pelos alunos das escolas. Estes últimos, quase na generalidade, elaborados com materiais reciclados.
Como não podia deixar de ser, a cusca, teve logo de tirar várias fotografias, e nem por isso os seguranças se opuseram. Só vou postar apenas três. A do átrio central, do corredor secundário e a do ovo que me despertou maior atenção, uma vez que foi elaborado por uma escola, e retrata dentro do mesmo a cidade.
Espero que gostem. Esta exposição vai estar até ao dia 28 de Abril e tem o nome de Egg Parade.
Hoje foi um dia mais caseiro, tratar de alguns papeis e demais situações, inerentes às lides domésticas. Amanhã é dia de levantar cedinho, para rumar ao Hospital Arrábida, para fazer as análises e os exames de preparação à minha próxima cirurgia. Esta por uma boa causa.
Boa semana e vou dando notícias.









quinta-feira, abril 23, 2009

Dia das surpresas - Simone homenageada na SIC

Hoje no programa das surpresas, na SIC, estão a ser homenageados vários artistas e figuras do mundo do das artes.
Simone de Oliveira, esteve presente durante a manhã e as guerreiras de " Rosa Esperança", deram o seu testemunho, nesta luta contra o cancro, também ele, entrou na vida desta Grande Senhora.
Todas nos devemos sentir orgulhosas, por o termos feito. Como disse a Simone, a coragem de nos expormos em palco para retratar todo este processo de luta, merece aplausos.

quarta-feira, abril 22, 2009

Será que estamos a ficar velhos?????


De acordo com os reguladores e burocratas de hoje, todos nós que
nascemos nos anos 50, 60, 70 e princípios de 80, não devíamos ter
sobrevivido até hoje, porque as nossas caminhas de bebé eram pintadas
com cores bonitas,em tinta à base de chumbo que nós muitas vezes
lambíamos e mordíamos.

Não tínhamos frascos de medicamentos com tampas 'à prova de crianças',
ou fechos nos armários e podíamos brincar com as panelas.

Quando andávamos de bicicleta, não usávamos capacetes.

Quando éramos pequenos viajávamos em carros sem cintos e airbags,
viajar á frente era um bónus.

Bebíamos água da mangueira do jardim e não da garrafa e sabia bem.

Comíamos batatas fritas, pão com manteiga e bebíamos gasosa com
açúcar, mas nunca engordávamos porque estávamos sempre a brincar lá
fora.

Partilhávamos garrafas e copos com os amigos e nunca morremos disso.

Passávamos horas a fazer carrinhos de rolamentos e depois andávamos a
grande velocidade pelo monte abaixo, para só depois nos lembrarmos que
esquecemos de montar uns travões.

Depois de acabarmos num silvado aprendíamos.

Saíamos de casa de manhã e brincávamos o dia todo, desde que
estivéssemos em casa antes de escurecer.

Estávamos incontactáveis e ninguém se importava com isso.

Não tínhamos Play Station, X Box.

Nada de 40 canais de televisão, filmes de vídeo, home cinema,
telemóveis, computadores, DVD, Chat na Internet.

Tínhamos amigos - se os quiséssemos encontrar íamos á rua.

Jogávamos ao elástico e à barra e a bola até doía!

Caíamos das árvores, cortávamos-nos, e até partíamos ossos mas sempre
sem processos em tribunal.

Havia lutas com punhos mas sem sermos processados.

Batíamos ás portas de vizinhos e fugíamos e tínhamos mesmo medo de
sermos apanhados.

Íamos a pé para casa dos amigos.

Acreditem ou não íamos a pé para a escola;

Não esperávamos que a mamã ou o papá nos levassem.

Criávamos jogos com paus e bolas.

Se infringíssemos a lei era impensável os nossos pais nos safarem.

Eles estavam do lado da lei.

Esta geração produziu os melhores inventores e desenrascados de sempre.

Os últimos 50 anos têm sido uma explosão de inovação e ideias novas.

Tínhamos liberdade, fracasso, sucesso e responsabilidade e aprendemos
a lidar com tudo.

És um deles?

Parabéns!

Passa esta mensagem a outros que tiveram a sorte de crescer como
verdadeiras crianças, antes dos advogados e governos regularem as
nossas vidas, 'para nosso bem'.

Para todos os outros que não têm a idade suficiente , pensei que
gostassem de ler acerca de nós.

Isto, meus amigos é surpreendentemente medonho... E talvez ponha um
sorriso nos vossos lábios.

A maioria dos estudantes que estão hoje nas universidades nasceu em
1986, ou depois. Chamam-se jovens.

Nunca ouviram 'we are the world' e uptown girl conhecem de westlife e
não de Billy Joel.

Nunca ouviram falar de Rick Astley, Banarama ou Belinda Carlisle,
entre muitos outros.

Para eles sempre houve uma só Alemanha e um só Vietname.

A SIDA sempre existiu.

Os CD's sempre existiram.

O Michael Jackson sempre foi branco.

Para eles o John Travolta sempre foi redondo e não conseguem imaginar
que aquele gordo tivesse sido um deus da dança.

Acreditam que Missão impossível e Anjos de Charlie, são filmes do ano
passado.

Não conseguem imaginar a vida sem computadores.

Não acreditam que houve televisão a preto e branco.

Agora vamos ver se estamos a ficar velhos:
1. Entendes o que está escrito acima e sorris.
2. Precisas de dormir mais depois de uma noitada.
3. Os teus amigos estão casados ou a casar.
4. Surpreende-te ver crianças tão á vontade com computadores.
5. Abanas a cabeça ao ver adolescentes com telemóveis.
6. Lembras-te da Gabriela (a primeira vez).
7. Encontras amigos e falas dos bons velhos tempos.


SIM ESTÁS A FICAR VELHO HEHEHEHE
Mas tivemos uma infância do caraças.
Este email foi-me enviado por uma amiga, uma guerreira. Retrata o antes e o agora. As nossas gerações e as dos nossos filhos. Suprimi o ponto oito, (repassa este email) porque não repassando e postando, mais pessoas têm a possibilidade de o lerem e tomarem consciência da realidade, que por vezes, descuramos por falta de tempo, em relação aos nossos filhos.




segunda-feira, abril 20, 2009

Parabéns Alda



Hoje a nossa baixinha faz anos.

Sempre com um sorriso nos lábios, pronta a ajudar tudo e todos, com uma gargalhada inconfundível e um sei lá de quantas coisas mais.

Que este dia seja cheio de tudo o que mais queres na vida.

Alentejano, amigo e brincalhão toma conta da nossa baixinha.

Um bem haja para os dois.

sábado, abril 18, 2009

Atitudes

A tradição diz que cada pessoa, durante a sua existência, pode ter duas atitudes: Construir ou Plantar.
Os construtores podem demorar anos nas suas tarefas, mas um dia terminam aquilo que andaram a fazer.
Então param, e ficam limitados pelas suas próprias paredes.
A vida perde o sentido quando a construção acaba.
Mas existem os que plantam.
Estes, às vezes, sofrem com as tempestades, as estações, e raramente descansam.
Mas, ao contrário de um edifício, o jardim nunca pára de crescer.
E, ao mesmo tempo que exige a atenção do jardineiro, também permite que, para ele, a vida seja uma grande aventura.
Paulo Coelho

sexta-feira, abril 17, 2009

Instituto Português de Oncologia - Drº Francisco Gentil




Hoje pela primeira vez, estive no IPO do Porto
Há duas semanas atrás, esta amiga ligou-me, com uma voz muito triste e quase sem força, a pedir que a fosse visitar. Fiquei de imediato preocupada, pois não era costume assim falar.
Fui até casa dela, toquei a campainha e deparei-me com uma mulher completamente apática, sem saber o que falar nem como. Logo percebi que alguma coisa não estava bem. Após alguns minutos, desata a chorar e diz-me que lhe foi detectado um nódulo no peito, já tinha feito biopsia e que era maligno. Naquele momento o chão parece que me fugiu debaixo dos pés. Não pela notícia em si, mas por aquela mulher estar tão só e desesperada, por não saber o que fazer à vida. No mesmo instante comecei a levar as coisas para o lado mais positivo e fazer-lhe ver que tudo tem solução e que se lembrasse que eu também já tinha passado pelo mesmo e estava ali a falar com ela, para lhe dar a maior força. O diagnóstico estava feito, assim como os exames pré operatórios marcados.
Hoje foi o dia para tudo isso. De manhã bem cedinho, fui buscá-la a casa e lá fomos nós em direcção ao Porto para fazer os exames e as consultas. Estava bastante nervosa e não tinha conseguido pregar olho toda a noite. Chegámos por volta das nove horas, hora marcada. Como eu também não conhecia o edifício, pois foi a primeira vez que lá fui, perguntei a um voluntário que com toda a sua simpatia nos levou ao local exacto e nos informou dos demais, para os exames seguintes.
A minha amiga foi ficando cada vez mais calma, à medida e o tempo avançava. As pessoas eram muitas, desde crianças, adolescentes, mais novos menos novos, mas todos esperavam pacientemente. Já tinha ouvido várias opiniões sobre aquele serviço, mas quase sempre pela negativa. Hoje pude constatar que o funcionamento é realmente bom, os funcionários, dos vários serviços por onde passei, muito atenciosos e educados, assim como os voluntários, médicos e enfermeiros.
Gostei, particularmente de ver como funciona a parte da Clínica da Mama, as condições que têm para os seus doentes.
Uma vez que estava nestas instalações, aproveitei para falar do projecto “ Rosa Esperança”, que foi muito bem recebido e me foram dados os contactos para que o possamos levar a esta instituição.
Foi um dia muito cansativo, mas que valeu pela forma como a minha amiga voltou para casa com a alma renovada e cheia de esperança.
Para todos um bom fim-de-semana e mais dois dias de teatro, sempre com muita esperança.

quinta-feira, abril 16, 2009

Alegria, partilha e solidariedade

Esta semana tem sido repleta de emoções.
Desde a participação no programa Praça da Alegria, o meu 1º dia, no grupo de psicologia do Hospital de S. Sebastião e a procura, por parte de outras mulheres que descobriram que têm cancro.
Todas estas situações, me fazem sentir útil e viva. Amanhã vou ao I P O no Porto com uma amiga, que neste momento está um pouco desamparada e tentar compreender o que posso fazer para ajudar.
No entanto não quero deixar de agradecer a todos os amigos e amigas que me mandaram mensagens, logo após o programa, pois a euforia era tanta e o tempo muito pouco para responder.
Para todos os que não viram o programa e não ficarem tristes, podem ver o vídeo do nosso tempo de antena.
Obrigada a todos que nos acolheram tão carinhosamente.

segunda-feira, abril 13, 2009

Mais um fim-de-semana de teatro


Já passou mais um fim-de-semana de actuações em Rio Maior e tudo correu pelo melhor (a meu ver). Os nervos já não são tantos, a confiança já é maior e de dia para dia as coisas correm bem melhor e mais fáceis de gerir.

Foi um fim-de-semana muito especial. Além de Páscoa, vivida com os amigos, tivemos a presença de uma grande senhora do teatro e madrinha do Quem Não Tem Cão. Sempre bem disposta e com um ar sorridente para as máquinas fotográficas, Adelaide João, deu-nos o privilégio de com ela privar neste almoço de Páscoa, assim como assistir ao espectáculo e pisar o palco com todos nós.

Cada vez mais, sinto que este projecto está a passar a mensagem, para o qual se propôs.

Foi também, o dia da inauguração da exposição fotográfica, promovida pela Oficina da Imagem em conjunto, com Quem Não Tem Cão.

Obrigada a todos.Para o próximo fim-de-semana, lá estaremos de novo para mais duas apresentações.

sexta-feira, abril 10, 2009

Sexta-feira Santa

O silêncio, o jejum e a oração são os traços marcantes desta Sexta-feira Santa, dia em que os cristãos celebram a Paixão e Morte de Jesus.
Segundo a tradição cristã, a ressurreição de Cristo aconteceu no domingo seguinte ao dia 14 de Nisã, no calendário hebraico. A mesma tradição refere ser esse o terceiro dia desde a morte.A Sexta-feira Santa é um feriado móvel que serve de referência para outras datas. É calculado como sendo a primeira Sexta-feira de lua cheia após o equinócio de primavera no hemisfério norte, podendo ocorrer entre 22 de Março e 25 de Abril.
A Igreja Católica, celebra e contempla a paixão e morte de Cristo, pelo que é um dos raros dias em que não se celebra, em absoluto, a Eucaristia.
Um dos sinais de penitência que a Igreja Católica exorta aos seus fiéis, em respeito e veneração pela morte de Cristo, é a prática do jejum e da abstinência de carne.
Exercícios piedosos, como a Via Sacra e o Rosário, são também recomendados como forma de assinalar este dia especialmente importante para a fé cristã.

terça-feira, abril 07, 2009

Uma pequena amostra de um grande projecto

Hoje já é terça-feira e ainda não consegui reorganizar todas as emoções do fim-de-semana.
Para um maior conhecimento do projecto, aqui fica um vídeo, que certamente vos alertará, para a gravidade desta doença. Cada vez mais no nosso País e em todo o mundo, morrem por dia em média quatro mulheres.

Rosa Esperança, quer dar a conhecer e conscencializar, tudo e todos, para este e outros tipos de cancros, que quando detectados atempadamente podem ter cura, ou minimizadas as suas consequências.

domingo, abril 05, 2009

Noite de emoções

Ontem foi a noite da estreia de "Rosa Esperança".
Seria mentir dizer que não havia nervosismo no ar. Claro que todos estávamos com as pernas a tremer, nem que um pouquinho fosse.
A energia era muito positiva e todos queríamos passar a mensagem , para a qual nos propusemos.
Tenho a certeza que foi conseguida. O público aplaudiu e chorou.
Todas nós sentimos o calor dos aplausos, do carinho que vinha da plateia.
Ontem, foi a primeira de muitas apresentações, para que, o alerta à prevenção e à detecção atempada, possa salvar muitas mulheres.
Obrigada a todos, que por sermos apenas mais umas das mulheres que fomos atraiçoadas por esse inimigo, não sendo actrizes, nem o querendo ser, nos foram ver e ouvir contar as nossas histórias.