domingo, janeiro 30, 2011

Mais uma vez, Rosa Esperança passou a mensagem

 Já há algum tempo que não venho aqui contar as peripécias e os rescaldos de mais uma das nossas exibições de Rosa Esperança.


 Ontem foi mais um dia em que todos estivemos juntos, partilhámos emoções, constipações e tudo o que é normal nesta época do ano e essencialmente quando nos encontramos para passar a mensagem de esperança.

 Apesar de estarmos quase todos muito constipados e com aquela tosse que nos amedronta quando temos de falar em palco, correu tudo muito bem e o público muito caloroso. Tenho a certeza que muitos saíram de lá, bem mais aliviados do que quando entraram na sala.

 Ainda da parte da manhã, tive a possibilidade de estar em directo na rádio de Estarreja a falar sobre o projecto e convidar os ouvintes a assistir `a peça. Foi uma experiência muito interessante e agradável, pois foram duas horas de rádio em que eram vários os temas que se puderam falar, todos ligados a acontecimentos da cidade.

 A tarde passou num ápice, entre ensaios de luzes e marcações de palco, sempre com o tempo muito escasso. Chegou a hora de abrir o pano e Rosa Esperança, mais uma vez passou a sua mensagem. No final os amigos e conhecidos sempre com uma palavra de agradecimento e parabéns, fazendo com que continuemos em frente com o nosso projecto.

 Quero agradecer publicamente à minha amiga Sissi, por ter estado presente. Saiu sem que eu a tivesse abraçado e agradecido ter-me levado naquela manhã de Junho e ter trocado a urgência para estar comigo na consulta de cirurgia.

 A próxima exibição será dia 12 de Março na Benedita. Fica já aqui o convite para as meninas aí do centro.

quinta-feira, janeiro 27, 2011

Rosa Esperança

Mais uma vez Rosa Esperança num teatro perto de si.
Cine Teatro de Estarreja sábado pelas 21,30h. Contamos com a vossa presença.

quinta-feira, janeiro 20, 2011

Partida................

Por vezes a nossa vida é tão agitada e complicada que nem conseguimos ver que há amigos quase desconhecidos
Moramos quase na mesma rua, frequentamos os mesmos lugares, conhecemos as mesmas pessoas e só quando estamos menos bem ou alguma coisa menos boa nos acontece, descobrimos que eles existem.
O João, sempre passou por mim na rua e cumprimentava com uma saudação efusiva e eu correspondia.
Quando em Setembro de 2006, me viu sem cabelo, ficou chocado e eu vi que as lágrimas lhe escorreram pela face. Nessa altura eu respondi-lhe que estava tudo bem,e só tinha que ir à luta.
Sempre  que nos cruzávamos fazia um aceno e com o polegar eu respondia-lhe.
Cerca de dois anos depois, começo a encontrar-me com ele na sala de espera do hospital e estávamos os dois na luta. Ao João foi-lhe diagnosticado cancro na garganta. Neste último ano, encontrávamos-nos quase  todos os dias no café do meu prédio, onde passava grande parte do tempo, pois apenas conseguia fazer-se entender através do movimento dos lábios, porque a voz já tinha desaparecido.
Hoje quando entrei na padaria, ouvi um amigo comentar com outro: "Ó pá, já sabes do João?".
Não sei porquê,mas veio-me ao pensamento o João, que eu já não via há alguns dias.
Fui até à praça,  onde habitualmente estão afixados os óbitos e deparo-me com a sua foto.
Hoje o João partiu, depois de o maldito o ter visitado depois de mim, de me ter dado força e sempre com uma garra muito grande.
Paz à sua ALMA.

domingo, janeiro 16, 2011

Domingo, dia de sorna

Segundo a Igreja católica, o domingo é um dia Santo em que não é permitido trabalhar. É o dia de descanso e reflexão por excelência.
Porque hoje é domingo e ante-véspera de eu fazer um exame que não gosto nada, apetece-me fazer e comer tudo.
O ser humano é muito esquisito e muito difícil de entender. Hoje e amanhã, que tenho de ter uma dieta um tanto rigorosa ao nível dos legumes e frutas cruas, apetece-me comer tudo isso e nada me satisfaz.
Faltam menos de 48h para poder voltar a comer tudo normalmente e parece uma eternidade, assim como pensar que terça-feira, a partir das 7h da manhã não posso comer, apenas beber uns bons litros de água com uma substância horrorosa.
Que neura além da normal de domingo ao final da tarde.
Só de pensar!!!!!!!

quinta-feira, janeiro 06, 2011

Balanço de 2010 - parte 1

A vista da minha janela enquanto escrevia...

Já estamos quase a meio de Janeiro e ainda não tinha feito o balanço de 2010. Para mim já estava mais que elaborado, mas partilhar um ano de coisas boas e menos boas, com todos vós, é também o meu desejo. Quando criei este blogue, precisamente há três anos, foi com o intuito de partilhar o que me fosse acontecendo ao longo deste percurso, por vezes mal compreendido e menos bem interpretado. Não sei se será por estar um tempo muito escuro e chuvoso que hoje decidi escrever quase tudo o que me foi na alma durante o ano transacto.


Conheci pessoas maravilhosas que enchem o meu dia-a-dia de conversas virtuais, mas nem por isso menos interessantes que as presenciais, antes pelo contrário. São pessoas normais, com formações académicas das mais variadas, mas nem mais nem menos umas que as outras. Trocámos presentes, fizemos lindos almoços e partilhámos experiencias que só nós as entendemos. Não existem líderes nem liderados. Ficaram promessas de novos encontros e até quem sabe, um final de semana só nosso?

Vivi experiências novas, tive medos como qualquer ser humano, houve horas em que fraquejei e chorei, mas continuo a acreditar em mim como sempre o fiz e a ter a força e a vontade de lutar e viver pelos meus ideais.

Houve momentos em que tive vontade de desistir e abandonar determinados projectos, porque me desiludi com as pessoas em quem confiei. A vida é mesmo assim, crescemos, ficamos mais velhos, mas achamos que todos são como nós. Sem maldade, sinceros, sem interesses para além de, mas nem por isso deixo de acreditar na vitória. Apenas fica a dúvida quando se ouvem as vozes ou algo nos é proposto.

Em frente que aí vem gente.

Todos dizem que 2011 vai ser um ano muito complicado, disso não tenho a menor dúvida, mas também podemos colaborar para que aqueles a quem a sorte não lhes bateu à porta ou a desgraça por ela entrou, os façamos sentir memos tristes e dar-lhes alento.

Parece que a chuva e o negrão que por aqui passa, me estão a dar a volta à mioleira! Por hoje aqui fico. Muito mais tenho para balancear, mas outros dias virão e certamente com outra disposição.

terça-feira, janeiro 04, 2011

Notícia de última hora. Viva a Margarida

A nossa querida Margarida, a minha compincha, recebeu hoje a notícia que se acabaram os comprimidos e a bomba da injecção.
Seis anos após  finda a químio e a rádio, já não precisa de tomar mais drogas para o bicharoco.
A médica marcou umas ecografias de rotina e um cintigrama ósseo, para dar como findas as consultas de oncologia e passar para o médico de família, sem no entanto, descorar todos os cuidados inerentes a um doente oncológico.
Foi uma óptima notícia para começar o novo ano e todos nós estamos muito felizes.
Mais uma vencedora, com os seus meninos no Trampolim do Saber.
Viva a Margarida.