quinta-feira, janeiro 06, 2011

Balanço de 2010 - parte 1

A vista da minha janela enquanto escrevia...

Já estamos quase a meio de Janeiro e ainda não tinha feito o balanço de 2010. Para mim já estava mais que elaborado, mas partilhar um ano de coisas boas e menos boas, com todos vós, é também o meu desejo. Quando criei este blogue, precisamente há três anos, foi com o intuito de partilhar o que me fosse acontecendo ao longo deste percurso, por vezes mal compreendido e menos bem interpretado. Não sei se será por estar um tempo muito escuro e chuvoso que hoje decidi escrever quase tudo o que me foi na alma durante o ano transacto.


Conheci pessoas maravilhosas que enchem o meu dia-a-dia de conversas virtuais, mas nem por isso menos interessantes que as presenciais, antes pelo contrário. São pessoas normais, com formações académicas das mais variadas, mas nem mais nem menos umas que as outras. Trocámos presentes, fizemos lindos almoços e partilhámos experiencias que só nós as entendemos. Não existem líderes nem liderados. Ficaram promessas de novos encontros e até quem sabe, um final de semana só nosso?

Vivi experiências novas, tive medos como qualquer ser humano, houve horas em que fraquejei e chorei, mas continuo a acreditar em mim como sempre o fiz e a ter a força e a vontade de lutar e viver pelos meus ideais.

Houve momentos em que tive vontade de desistir e abandonar determinados projectos, porque me desiludi com as pessoas em quem confiei. A vida é mesmo assim, crescemos, ficamos mais velhos, mas achamos que todos são como nós. Sem maldade, sinceros, sem interesses para além de, mas nem por isso deixo de acreditar na vitória. Apenas fica a dúvida quando se ouvem as vozes ou algo nos é proposto.

Em frente que aí vem gente.

Todos dizem que 2011 vai ser um ano muito complicado, disso não tenho a menor dúvida, mas também podemos colaborar para que aqueles a quem a sorte não lhes bateu à porta ou a desgraça por ela entrou, os façamos sentir memos tristes e dar-lhes alento.

Parece que a chuva e o negrão que por aqui passa, me estão a dar a volta à mioleira! Por hoje aqui fico. Muito mais tenho para balancear, mas outros dias virão e certamente com outra disposição.

5 comentários:

Sonhos De Deus disse...

Em primeiro lugar,te desejo paz,muito carinho e toda sorte de benção,gostei muito do teu blog ,te encontrei através de uma amiga,já estou te seguindo quero muito de coração,estar aqui com vc,tenho um blog o nomi é sonhos de Deus,o endereço:http://SNSDEUS.BLOGSPOT.COM/
vou ficar muito feliz se me seguir ,post teu comentario vai ser de grande benção não só pra mim,mas pr seguidores também,tenha uma semana de muitas vitórias,fica com Deus!

tó vieira disse...

ficamos à espera :) jinhos

Nela disse...

Pois, é assim a vida. Como dizia o outro: é como um interruptor, umas vezes para cima e outras para baixo. Mas sempre ligado à luz!

Bom 2011

Ana disse...

Gostei de te ler e é um pouco o meu balanço.
Pela vida fora assim é...tristezas e alegrias...
O que importa mesmo é que ainda assim o saldo seja positivo.
Bjnhos e um feliz 2011 com mt saúde e alegria

Guida Palhota disse...

Ao longo destes meses em que tenho vindo a conhecer as amigas que fiz em 2010, tenho notado um relato comum a muitas, que é o desabafo relativamente a amigos que perdemos durante a nossa história de cancro. E eu que pensava que isso só tinha acontecido a mim, porque, sem entender, não conseguia aceitar.
Hoje, já em 2011, a perfazer três anos como mastectomizada, percebo que, apesar de a vida não parar, todas nós encerrámos um ciclo e iniciámos outro no dia em que nos levaram um pedaço do nosso corpo (e da nossa alma). Foi violento o bater da porta, tão violento que fechou e abriu de imediato, tão violento que muitos não gostaram do ranger que lhe ficou a partir daí e, por isso, partiram do nosso núcleo duro sem sequer se despedirem ou sem demonstrarem que chegámos a ser importantes para eles...
Não costumo fazer balanços, mas a respeito de 2010 nunca esquecerei a aprendizagem de vida positiva que me foi proporcionada pelas meninas do Gang da Mama. E tenho de deixar um abraço apertadinho para cada uma.
Bem hajam, minhas queridas!

beijinho especial para ti, Cinda, aqui no teu espaço