terça-feira, março 22, 2011

Não temos que ser sempre os heróis

Uma viagem de 10km que habitualmente dura cerca de 10mn, hoje parecia  nunca mais tinha fim.
Bem cedo , fui levar a minha prima ao hospital para que amanhã seja realizada a cirurgia á mama. Sempre bem disposta, conversa e mais conversa, para que o ambiente não se tornasse pesado. Antes de sair de casa, ainda aproveitei para tirar uma foto com a sua filhota montada numa cabrinha para ficar de recordação.
Foram tratadas todas as situações inerentes ao internamento, respondeu a todas as perguntas e lá ficou na enfermaria com mais duas companheiras de luta. Gostei de ver e ouvir uma das guerreiras, pois já era a segunda vez que por ali passava com a mesma situação e continuava com muita Fé e garra, quase com 70 anos.
Ainda não sei de mais nada, à hora em que estou a escrever este texto, mas amanhã lá pelo meio-dia irei ao hospital para saber como correram ou como ainda estarão a correr as coisas.

O título deste poste pode parecer descabido, mas ao longo destes anos nunca me senti tão impotente como hoje, ao olhar para a menina de 35 anos que aos 5 queria ser minha filha.

4 comentários:

Gatapininha disse...

Olá Cinda
Faço votos para que corra tudo bem com a prima.
jokas

Guida Palhota disse...

Pois é, quando a coisa se mete com quem nós amamos parece-me que será bem pior...

BEIJO, Cinda

Nela disse...

Vai correr bem; tenho a certeza! Beijocas e aguenta aí, firme como uma barra de ferro.

IsaLenca disse...

Força Cinda! Vamos pensar positivo e tudo há-se correr bem!

Bjs grandes.