domingo, fevereiro 12, 2012

12 de Fevereiro


Nem sempre é fácil estar com disposição para brincar ao Carnaval. Hoje cheguei a pensar que não me estava a conhecer, ao fim de tantos anos. Pois é. A vida por vezes faz com que não nos apeteça rir, brincar, saltar e até mesmo falar com quem habitualmente estamos. Hoje o dia foi assim. As notícias cada vez mais desanimadoras em relação ao futuro da humanidade, as notícias menos boas de amigos mais próximos e esta tosse que não me deixa descansar, fez com que me desse ao frio e ficasse o dia no sossego e na sorna.
Amanhã será um novo dia, o sol vai brilhar e de manhã bem cedinho o dia vai começar e tudo volta ao normal.
A vida é mesmo assim e por vezes há necessidade de parar um bocadinho para revigorar as energias.
Um boa semana e uma força muito especial para uma guerreira, nossa amiga, que esta semana vai precisar de todas as nossas energias.


sexta-feira, fevereiro 03, 2012

Porque hoje estou assim...sei lá !!!

Nem sempre é fácil viver em harmonia. Cada vez mais, quem nós pensamos que estamos a ajudar, estamos a criar um inimigo ou um menos amigo, se esta expressão existe. As novas tecnologias fizeram com que nestes últimos 4 anos, tivesse conhecido muitas pessoas, com as quais me identifiquei e identifico, sendo como a minha segunda família. No entanto, também outras houve que me decepcionaram e por quem tenho um grande carinho. Por vezes chego a pensar se a culpa será minha? Sei que não tenho o meio-termo, ou gostam de mim ou não gostam. Não sou capaz de dizer que gosto quando não gosto, não sei dizer sim quando acho que é não, não consigo bater com a mão nas costas quando devo dar um estalo. Talvez por tudo isto e pela minha directa sinceridade, sou apelidada de fria e invejosa. Hoje eu sinto-me triste, porque não me conhecem nem tentam tão pouco fazê-lo. Hoje, tomei a decisão de deixar que cada um caminhe por si e só vou ajudar se o solicitarem. Cansei de dar de mim, de pensar tanto nos outros e esquecer que eu também existo e tenho uma vida para viver. Um dia, numa consulta de psiquiatria em que eu estava menos bem, o Sr. Dr. Disse-me: Lucinda, deu a volta a toda a situação com muita força e conseguiu, não se deixe envolver com as situações das amigas, quando não querem aceitar a sua ajuda, porque vai ficar mal. Eu não quis acreditar, mas cheguei à conclusão que ele tem razão. Não sei se este texto terá sentido para alguém hoje, ou se alguém se sentirá ofendido com ele, mas este espaço é meu e nele escrevo o que sinto para que todos, sem excepção, possam ler.


Continuo aqui e onde sabem que me podem encontrar, continuo a Cinda de sempre com saudades dos momentos de partilha pela partilha, dos encontros sem grupos nem clubes, dos abraços sentidos e divertidos, de tudo o que nos uniu e nos identificou. Porque hoje estou assim …sei lá!!!!!!