quinta-feira, maio 17, 2012

Mas porquê??? Ainda continuo a perguntar .......

Estou sentada em frente ao computador faz algum tempo e não sei como começar a escrever o tanto que tenho para contar e deitar para fora toda a revolta que sinto contra o sistema de saúde que temos.
Há um ano e meio a G_ _ _ _ _ _  _ teve o seu terceiro filho, uma menina linda e saudável. Como muitas mulheres, o mamilo não estava saliente para que pudesse amamentar e foi-lhe retirado o leite através da bomba, onde nessa altura houve sangramento. As coisas ficaram por ali mesmo. O tempo foi-se passando e o mamilo continuou invertido.  O seu estado de saúde não era lá muito famoso, sempre com uns enjoos, umas indisposições , mas nada que fizesse pensar o que se viria a concluir. Fez endoscopia, e nada havia de anormal. Uma noite sentiu um nódulo no peito direito, levantou-se e foi fazer a palpação, qual o seu espanto igual estava o esquerdo. Foi ao médico que a encaminhou para a consulta de senologia da sua área onde foi vista p+ela especialista que pediu uma biopsia com a máxima urgência, tendo a mesma sido marcada para cerca de 20 dias depois. INADMISSÍVEL. Como infelizmente o factor C continua a prevalecer,  e nestas situações graças a Deus, no dia seguinte foi fazê-la num outro hospital. Resultado: Grau V bilateral.
Os tratamentos foram logo iniciados após consulta de grupo e na passada sexta-feira, foi o primeiro que a deixou completamente de rastos, pois o fígado está demasiado afectado para suportar a agressividade da medicação.
Ontem quando a fui visitar, estava a chegar do hospital, pois a noite tinha sido muito violenta e tiveram de lhe extrair cerca de 6 litros de líquidos do abdómen. Estava de rastos mas sempre com um sorriso para a pequenina que acara de chegar do infantário, feliz por ver a mãe e satisfeita porque lhe estávamos a contar histórias e até deixei brincar com o meu telemóvel, cair no chão, ficar todo estrambulhado e ainda fazer brincadeira com tudo aquilo.
Escusado será dizer que lhe dei a maior força, pois por lá já tinha passado e já nos conhecemos há anos e até já fomos quase vizinhas.
Hoje quando lá voltei para lhe fazer um bocadinho de companhia e transmitir mais alguma energia, já tinha voltado de novo ao hospital, menos bem que ontem, e para ficar internada.
Precisamente SEIS ANOS depois de eu saber que tinha um cancro, a revolta contra todo o sistema de saúde e as negligências que se vão aglomerando perante a ignorância do comum do cidadão.
Só sei que, não sei se voltarei a falar com a G _ _ _ _ _ _ _  !!!!!!!!!!!

2 comentários:

Lina Querubim disse...

;( beijinho

Anónimo disse...

sem comentários, a classe médica é uma elite que só olha para si e para os seus.....para detectarem o meu cancro da mama, algo que eu já desconfiava, só o teceiro médico se interessou pelo caso...mas sempre naquela forma distante típica dos médicos portugueses.