domingo, julho 22, 2012

Duas semanas de trabalho......

Já lá vão duas semanas de uma nova vida, após o renascer e tudo tem corrido pelo melhor.
Claro que tem havido muitos momentos em que as forças são menos e tomo consciência de que já nada é como era. A Capacidade de concentração e a destreza com que se faz as coisas já não é a mesma. Nestes anos, muita coisa mudou a nível de serviços e muito há para aprender. Tudo vai correndo bem e com a devida calma.
Quanto aos colegas de trabalho, nada a apontar.Colaboram a 100% e sempre disponíveis para ajudar.
É muito bom ouvir das pessoas que me vêem de novo no meu serviço, darem-me os parabéns e felicitarem-me pelo regresso.
As coisas estão a correr bem, mas acreditem que também estou ao mesmo tempo desejosa pelas férias.
E esta!!!! Vá-ase lá saber porquê!!!!

domingo, julho 08, 2012

Nada acontece por acaso................................



Faz hoje seis anos que tive alta do hospital, depois de me amputarem uma mama e esvaziarem a axila, deixando o meu braço direito com muitas e grandes limitações. Ainda me lembro como se fosse ontem, a cara dos meus amigos à minha espera, em casa da minha mãe, com um ar terrível sem saber o que me haviam de dizer e como me iriam encontrar. Ainda envolvida em pensos e ligaduras, com o braço muito atrofiado, dois drenos a deitar linfa e sangue à mistura metidos num saco e presos no sinto das calças ainda nº 36, que saudade, mas com uma disposição de quem ia para a festa. O tempo passou tão rápido e sempre com uma Fé e uma Esperança que me fez e faz estar agora a cortar-vos como me sinto.

Seis ciclos de quimioterapia, da dura, cinco anos de hormonoterapia diariamente, cinco anos de injeção para provocar a menopausa, ainda sem resultados oficiais, fisioterapias umas seguidas às outras para que o braço tentasse voltar ao normal e não fizesse edema, três cirurgias para a reconstrução da mama amputada e um cem número de consultas, exames, análise e não sei mais das quantas……aqui estou eu com uns bons quilitos a mais, osteoporose de uma mulher com mais de 80 anos, dores nos ossos, a visão já com uns auxiliares, mas nem por isso deixei de ter sempre a boa disposição que me caracteriza e o otimismo para com a vida.

Isto tudo para vos dizer que amanhã retomo a minha atividade profissional, com as limitações que a doença me provocou e vou tentar dar o meu melhor dentro das minhas possibilidades. Não tenho ilusões quanto às minhas forças, mas não custa nada tentar sem antes tomar outra decisão. Pois é, seis anos após o dia da alto hospital. Nada é por acaso!!!!!

Fiquem  atentos eu vou dando notícias de como as coisas vão correndo, pois as consultas, análises e fisioterapias ainda continuam e não me vou esquecer nunca, de quem tanto me ajudou e me deu força nestes anos menos bons e menos fáceis.