segunda-feira, dezembro 30, 2013

Nós, os duros............!!!!!!!!



Não estava nos meus planos de terminar o ano de 2013, a ouvir falar de cancro, mas isso acabou por acontecer, ao ouvir o jornal da noite na SIC. Um programa sobre o IPO de Lisboa, que retrata o que é a vida no hospital, de um doente oncológico, antes, durante e depois dos tratamentos.
Revivi tudo que passei há sete anos, tudo o que senti, as dúvidas todas que tive, as incertezas de quem me rodeava, o que senti pelos familiares e amigos e fundamentalmente, o apoio e o empenho incondicional dos profissionais de saúde
Os duros, como somos designados, nós sobreviventes de cancro, continuamos sempre com um frio na barriga a cada consulta de rotina, mesmo depois de tratados porque nunca nos é dito que estamos “curados”.
O voltar ao hospital, apenas por voltar, não é por acaso que isso acontece. Sentimos necessidade de ajudar quem lá está e sabemos tão bem, o quanto custam todos os momentos que por lá andamos!
Afinal, não somos assim tão duros, quanto nos querem fazer parecer! Somos pessoas, com muitos sentimentos que se aprofundam, devido às circunstâncias. Nunca mais voltamos a ser iguais, porque as sequelas com que ficamos, físicas e psicológicas, levam-nos a ser diferentes.
Bem-haja, quem nos continua a tratar, e muitas vezes bate o pé perante as burocracias com que se deparam, para exercer a sua profissão condignamente, de alma e coração.   
Obrigada aos profissionais de saúde, do Hospital de S. Sebastião.

quarta-feira, dezembro 25, 2013

Começar de novo.......



Seis anos de vida e de muitas histórias relatadas e vividas. 
Foi no dia 25 de dezembro de 2007 que criei este espaço de partilhas e conversas, de uma realidade que tanto faz tremer o ser humano.
Vários meses após o meu último tratamento e já conhecedora da verdade, pensei que com tudo o que tinha vivido e superado, poderia ser uma mais-valia para os outros e passar a mensagem de esperança e perseverança.
Tenho a certeza que o que escrevi foi muito bom para quem estava a passar pelo mesmo, recebi a ajuda e o carinho de quem me visitou e partilhou os seus medos e vivências, ganhei amigas que vão ficar sempre no coração, dei de mim a quem me recebeu, construi projetos e vivi momentos inigualáveis, chorei e ri de alegria, tive perdas e ganhos, um cem número de realidades que não têm descrição, de tão valiosas que foram e se tornaram.
Mas, também foi muito bom para poder refletir sobre quem realmente é ou não amigo!
Certo é, que as novas redes sociais muito desproveram estes espaços, fazendo com que a sua procura e consulta diminuísse, mas sem contudo, lhes tirar o devido valor. Também eu, quase que o deixei ao abandono e muitas das “ajudas e partilhas”, se protagonizaram em grupos “fechados” no Facebook. Hoje ao fazer o balanço de mais um ano, tenho a consciência, de como as redes sociais podem provocar situações menos agradáveis e muitas vezes até caluniosas, porque acreditamos no “fechado”, quando na realidade, o não é. A maioria das pessoas aproveitam-se para cuscar e até contar coisas que nada têm a ver com a verdade.
Vontade de Viver, volta novamente a ser um blogue de partilha e muita força, agora com uma determinação ainda maior, com muitas histórias de vida para contar, com muitas vitórias e sempre com muita força e um grande sorriso.
Para todos e sem exceção, acreditem sempre no amanhã, mesmo que o presente vos desiluda!
Feliz 2014 e voltarei para o ano, com muita esperança e fé no futuro.

sábado, novembro 23, 2013

O que é o destino..........................?



Então como foi o teu dia hoje?
 Uma pergunta inevitável quando chegamos a casa, depois de um dia longo.
 Sempre a mesma, com um sorriso nos lábios, responde: mais um, coitadinho.
Nunca pensei, que estas pudessem ser as respostas, de uma menina ingénua e meiga que aos 13anos de idade, me daria a maior força e lição de vida.
Aquela menina, com um ar tão angelical, inofensivo e ternurento, que há sete anos atrás a mãe tinha um cancro e podia morrer, hoje convive com o maldito, todos os dias no seu 4º ano da faculdade a fazer estágio no IPO, a cuidar de doentes em fase terminal.
Dizem, que quando nascemos temos o nosso destino traçado. Não sei se é verdade, ou se a vida é que nos vai traçando esse mesmo destino.
Obrigada filha, por seres e teres essa forma simples e meiga, de lidar com quem tanto precisa de ti.

terça-feira, novembro 19, 2013

Momentos ...........



A vida dá-nos momentos bons e outros nem tão bons assim!
Por vezes somos nós que procuramos esses momentos sem tão pouco os aproveitar e desfrutar do prazer que nos possam dar. Muitos foram aqueles em que deitei tudo a perder, por não querer ver o que me era dado, nem sentir o que me proporcionavam.
Outros houve, em que me dei a quem não era merecedor, pois o tempo se encarregou de me mostrar. Não me arrependo de nada que fiz ou deixei por fazer, mas tenho alguma mágoa por não terem sido entendidas ou até deturpadas as minhas atitudes e conselhos.
Nada como o viver cada dia, como se mais nada existisse e não dar tanta importância a quem não tem e nunca foi merecedor.
Ai como a vida nos educa a cada momento e nos mostra o que nos rodeia a cada segundo e minuto vivido.
Porque hoje estou assim e porque hoje, mais uma vez, eu tomei consciência de quem gosta mesmo de mim.
Tenho saudades de ficar à conversa inocente e sem maldade, de quem passa ou passou por aqui e por ali. De contar a história e quase que se gagueja, porque nos faltam os nomes de quem pela nossa vida passou. De sair quase sem destino e pelo caminho encontrar o amigo que já não víamos há anos.
Enfim……..de tudo o que de bom a vida me tem dado e que devagar e com certezas, vou recuperando.
Mais um dia de desabafos, quando damos conta que não estamos errados!

segunda-feira, outubro 21, 2013

Desiludida..............até quando!



Eu sempre lidei muito mal com a mentira, e ou, com quem tenta fazer dos outros lorpas ou pategas. Nestes últimos tempos ela tem-me perseguido de várias formas e vinda de quem eu nunca pensaria ser possível!
Por norma e porque sou mesmo assim, reajo muito bruscamente quando me sinto enganada e definitivamente, elimino das minhas relações. Não aconteceu desta vez e também não consigo encontrar a explicação. O certo é que me tem feito mal e não quero desiludir quem nos rodeia!
Os desabafos em estados no Facebook, têm sido sobre a mentira. O que penso e sinto quanto a essa maldita “arma” que para muitos funciona, como uma forma de estar e de se fazer notar.
Como a esperança é sempre a última coisa a perder, acredito que ainda se possa compor, o que tem vindo a ser uma deceção dia após dia. Depois deste desabafo, quem sabe se tudo voltará a ser como era?

segunda-feira, setembro 30, 2013

Seis anos de mudança



O Outono chegou e com ele a nostalgia normal da época, fazendo com que os sentimentos mais profundos se deixem transparecer.
Para quem me vem lendo, há 6 anos a esta parte, sabe que o meu sentido crítico anda sempre por aí, assim como a minha incondicional solidariedade para quem precisa e a quer receber. Este cantinho, que teve origem por uma razão muito especial, começa a deixar de ter muito para contar, relacionado com o bicho que me queria derrubar.
Não o vou abandonar, de forma alguma, mas vou transformá-lo num espaço de partilha do dia-a-dia de quem lutou e ganhou a batalha.
Foram muitos os textos que partilhei, com quem quis ler e comentar, muitas as lágrimas que caíram enquanto escrevia e lia os comentários, recebi muitas energias e transmiti muitas outras, fiz amizades lindas para a vida, mas também foram alguns os dissabores. Hoje consigo separar os amigos, dos não amigos, e aprendi a dar a quem merece, sempre com um sorriso e um abraço e até muitas vezes a ignorar coisas que ouço e vejo para não me magoar.
Em convalescença de mais uma cirurgia, espero sinceramente ser a última porque as anestesias já se fazem sentir, vou daqui em diante fazer deste espaço, um cantinho de consulta das descobertas e algumas dicas para quem está ou vier a passar por tudo o que eu passei e que, com muita Vontade de Viver e muitas energias positivas, superei.
A todas as amigas do Peito e do Coração que me receberam, ajudaram e acompanharam, o meu muito, muito obrigada.
Outubro começa amanhã, e mais uma vez se vai falar de “Cancro da Mama” que felizmente já se consegue controlar, com mais terapias inovadoras.
Vamos todos estar atentos e tomar consciência que a prevenção é o melhor tratamento.