terça-feira, abril 30, 2013

Para terminar o mês de Abril em grande!!!!!!!


Hoje o dia começou bem pela manhã, ainda quase o sol não tinha nascido. A preocupação da filhota acordar, faz com que o sono matinal seja leve e sobressaltado. Mas também muito de diferente aconteceu. Comecei com a ida ao Centro de Saúde, marcar a consulta para a “R” e deparei-me com uma manifestação à porta do hospital, contra o seu encerramento. Mais uma visita ao S. Sebastião, para levar o “J” a tomar soro e a fazer uma consulta extraordinária, porque a quimioterapia o está a deixar muito fraco e a dar origem a quedas que se podem tornar graves. Pois lá fez a análises e como de esperar, a anemia voltou porque o apetite não é nenhum e teve de ficar cerca de três horas a levar soro, para o alimentar e hidratar.
 Entretanto, encontrei o “M”, a quem numa das últimas consultas, dei a indicação do que havia de fazer para ter os seus direitos e poder ficar com uma vida mais folgada, porque a doença não lhe permite trabalhar. Já foi tratar de tudo e até já vai ter o resto da casa paga, porque o seguro assim o permite. Acreditem que fiquei deveras satisfeita.
Enquanto falava com uma amiga, a “I” para saber do estado de saúde do seu pai, as notícias não foram nada animadoras. Cancro cólon rectal. Que se pode dizer, a quem por tanto já passou!!!! Vamos acelerar todo o processo o mais rápido possível e levantar bem a cabeça, para poder transmitir força e o ajudar.
Como ainda não era suficiente para acabar a tarde, passa por mim a “R” que teve cancro de mama quase ao mesmo tempo que eu, para fazer o tratamento de quimioterapia, desta feita ao cancro do colem rectal. Fui até à sala de tratamento para conversar um bocadinho enquanto esperava pelo “J” e deixei os meus contactos para que possa conversar e levantar o astral, quando estiver menos bem. Com tudo isto, chegaram as quatro horas e eu almocei uma banana e quatro bolachas que me souberam pela vida e foram o suficiente para me matarem a fome.
Fui à farmácia buscar os suplementos do “J” e lá fomos às compras para os próximos dias, para que a “A” não tenha que o fazer a pé e carregar com os sacos. Já na reta final da tarde, ao tirar a saca do banco de trás do carro, a bota ficou presa no passeio e mandei um grande trambolhão. Meu rico rabiosque que ficou todo pisado e a mão um bocadito esfolado, para não estragar a minha mamoca.
Por hoje acho que já chega, para acabar o dia e o mês de Abril em grande!!!! Amanhã é o dia do trabalhador, mas estou seriamente a pensar ficar na malandrice, depois desta azáfama de hoje.
Para todas/os um dia de feriado descansado e sempre com muita força, porque é muito bom estar vivo.
ps: a Ana Paula, já está com todo o processo no hospital e vai a consulta de grupo na próxima quinta-feira, para se decidir qual o protocolo a aplicar. Quando souber, dou notícias.

terça-feira, abril 16, 2013

Ser solidário é......................

A vida é feita de momentos bons e menos bons.


Quando pensamos que tudo está bem, o mundo parece que desaba sobre a nossa cabeça e não sabemos como reagir ou até quase decidir. A Ana Paula, descobriu um nódulo na mama e foi como que a vida tivesse acabado ali, naquele momento. Como o seu subsistema de saúde permite de imediato foi consultada e todos os exames foram feitos. Na realidade tem cancro da mama, ainda sem se saber os resultados da biopsia, mas com os restantes exames já feitos e relatados.

Perdida e desorientada, como qualquer mulher a quem lhe é diagnosticado um cancro, aceitou o conselho de uma amiga e veio falar comigo. Hoje passámos a manhã juntas, entre marcação de consultas e suposições do que por aí pode vir, consegui que a Dra. Teresa Santos, a minha senologista, a consultasse esta tarde no hospital da Harrábida e lhe desse uma luz no final do túnel. Fizemos a consulta, conversámos, passeámos pelo Centro Comercial e ainda aproveitou para fazer umas compras e um bom lanche para descontrair. Tudo está no bom caminho e no dia 26 de Abril, vai ao hospital São Sebastião, para começar todo o processo de tratamento e o mais que for necessário.

No regresso a casa, a Ana Paula trazia uma alma nova e cheia de vontade de vencer e começar de novo. Também eu me senti muito feliz, por ver a sua alegria e por trazer o resultado da minha biopsia. Tudo limpinho, apenas um nódulo um bocadinho grande que terá de ser extraído se começar a chatear muito.

O dia ainda tinha sol, quando a minha sobrinha Ana Rita me telefona: Tia, dei o teu nº de telefone e o teu endereço do facebook a uma colega minha que está com cancro da mama.
A Maria já é minha amiga no facebook e tenho a certeza que vai ficar com mais força.

Para todas as mulheres, muita força que tudo tem sempre uma resolução, quando há amor no coração.