quinta-feira, março 17, 2011

Tudo a correr bem

Cá estou de novo a dar noticias como prometido.
Amanhã já se vai levantar e fazer os primeiros exercícios de marcha. O médico que o operou, Prof Vitorino Veludo, esteve hoje ao inicio da noite com ele e disse que a coisa estava um bocado escangalhada, deu um pouco de trabalho, mas ficou 5*****. Estas operações não têm fisioterapia, apenas os pacientes têm de caminhar muito para fazer a recuperação correctamente.
A prova de que estão em forma para terem alta, é subir e descer um lance de escadas, o que pensamos irá acontecer na sexta ou no sábado.
Isto por aqui é fibra dura de roer, hihihihihi.
Obrigada a todas pela vossa força e muitas beijocas.

Guida, levou epidural e tu sabes isso, parece que o anónimo é que não!!!!!Entendi-te perfeitamente.
Se tivesse levado um cheirinho de geral não tinha ouvido as serras, martelos e brocas a fazer barulho. .

4 comentários:

Susana Neves disse...

Rápida recuperação para o teu papá Cinda e paciência para aturar esse "osso duro de roer" (tenho uma experiência semelhante com o meu avô.

É difícil, mas vale a pena. O meu avô até deixou de usar benfgala. Pena que se recuse a caminhar, como devia, com medo de desgastar a prótese :)

Beijinhos grandes

Teresa disse...

Continuação de melhoras do papá. Beijinhos para ti.
Posso saber por que raio não dão anestesia geral? isso assim deve ser uma experiência terrível.
Beijocas, miúda.
TP

IsaLenca disse...

Normalmente nestas operações dos ossos não dão geral sobretudo porque epidural não é tão forte. A minha mãe foi em 6 meses operada duas vezes e foi epidural.

Continuação de boa recuperação. Bjs e bom final de semana com muito solinho.

Salomé disse...

Também já passei por essa experiência com o meu pai e só tenho que pena que,tal o o teu, não tivesse feito a operação mal começou a sofrer tanto. Anos de sofrimento que com uma operação passa logo. Daqui a um mês nem o reconheces!!! As melhoras bj