segunda-feira, dezembro 19, 2016

Se eu pudesse . . .mudar o Mundo

Por vezes a vida leva-nos a pensar que as coisas não têm o interesse que sempre nos pareceram. Hoje cada vez mais as pessoas são desligadas da família e vivem apenas para a si mesmas e para satisfazerem os seus caprichos, para as suas profissões e atingirem cada vez mais o topo a todo o custo, sem olharem a meios nem que para isso o seu semelhante tenha que ser espezinhado.
Estamos no Natal, época em que se apregoa a Paz, Armonia, Fraternidade e nada disso eu vejo ser praticado no dia a dia do Mundo cruel em que vivemos. Crianças, mulheres e idosos a morrer de fome e frio, a fugir a guerras que sustentam caprichos de senhores que não sabem o que querem. Idosos em lares que deixados pelos filhos, aguardam pelo dia da visita que tarda em chegar e quando chega, é rápida e desprovido de amor e carinho porque o tempo é muito curto e já se faz tarde. E agora vêm as férias do Natal, o que vamos fazer com as crianças sem escola para as despejar?  É este o Mundo ingrato e estressante que vivemos e não sabemos controlar.
São quatro horas da madrugada e uma insónia terrível apoderou-se de mim depois de um domingo de notícias tão desesperantes a uma semana do Natal!
Não tenho a força para mudar nada mas se conseguir fazer com que alguém leia o que escrevi e pense, nem que seja só enquanto estiver a ler, naqueles que não têm nada neste Natal nem durante todo o ano, fará a diferença.
Para todos um Santo Natal.

quinta-feira, julho 07, 2016

Mais uma história

Hoje eu sinto que sou capaz de tudo. Hoje por incrível que pareça eu não tenho mais nada comparado com o que vejo a minha amiga sofrer. Eu sou uma mulher que teve a felicidade de conseguir vencer apesar das sequelas e estou aqui.
É duro quando não se assume os possíveis erros e se quer sair sempre vitorioso, mesmo que isso implique a qualidade de vida de um ser humano.
Mas vais conseguir. Venha daí muito sol para uma prainha que tanto gozo te dá!!!!

Balancear

Voltar ao blogue não foi fácil! Foram várias as tentativas e até cheguei mesmo a pensar em encerrar.  O ano que hoje acaba foi menos ...